Notícias

  • Primeiro teste de gravidez de farmácia para mulheres cegas é desenvolvido no Reino Unido

    Compartilhe

    Todos sabemos que em caso de dúvidas sobre a gravidez, realizar um teste de farmácia é o modo mais fácil, rápido e prático para descobrir o resultado. Mas você já imaginou que ele pode não ser útil para todas as mulheres? Pois é. Mulheres com deficiência visual não conseguem ver sozinhas o resultado e precisam pedir ajuda nessas horas. Imagine o quanto isso pode ser constrangedor.

    Mas, felizmente, esse cenário está começando a mudar com um novo protótipo de teste de gravidez para mulheres cegas desenvolvido no Reino Unido. Criado pelo designer independente Josh Wasserman em parceria com a instituição de caridade Royal National Institute of Blind People (RNIB), o produto permite que a mulher descubra a gestação por meio do tato. Caso o resultado dê positivo, ocorre uma elevação de bolinhas amarelas na parte de cima do teste.

    Outro recurso presente no protótipo é o local em que é preciso depositar a urina. Para facilitar a realização do exame, ele é maior e também tem alterações táteis para confirmar que deu tudo certo. Para pessoas que tem uma parcela da visão, o teste de gravidez acaba sendo mais prático ao trazer as cores amarela e rosa mais intensas, facilitando a identificação de cada funcionalidade do dispositivo.

    Diante desse protótipo, a instituição britânica está em contato com diferentes fabricantes internacionais para que eles estudem fabricá-la em larga escala. A organização do Reino Unido também liberou toda a pesquisa e o design do protótipo para auxiliar designers a entenderem como criar dispositivos mais acessíveis e inclusivos.

    “Quisemos criar um protótipo para mostrar que pode ser feito”, sentencia Eleanor Southwood, presidente da instituição para cegos. “Design acessível não é algo distante lá do futuro. É algo do agora.”

    Mais acessibilidade para todos

    A acessibilidade é muito importante, seja nas coisas simples do dia-a-dia, ou nos momentos mais importantes que poderão mudar nossas vidas. E ela não está tão distante de nós. Por isso, quando for pensar em como criar conteúdo, um produto ou um serviço, pense se todas as pessoas podem de fato consumi-lo.

    Pois assim como milhões de mulheres cegas dependem da acessibilidade para conseguir descobrir se estão grávidas, outras milhões de pessoas precisam também para acessar a web, se informar, estudar, realizar compras, pagar contas, trabalhar, entre outras tarefas. Imagine quantas pessoas estão sendo negligenciadas e deixadas de fora.

    Ainda não investe na acessibilidade? Entre em contato com nossos especialistas!


0 comentários

Deixe uma resposta

A EqualWeb é uma das soluções líderes globais em acessibilidade digital. Há 6 anos, vem tornando sites e conteúdos digitais acessíveis para pessoas que possuem alguma necessidade especial.

São Paulo

Av. das Nações Unidas, 8501, 17º andar
Pinheiros, São Paulo/SP

E-mail: [email protected]

Rio de Janeiro

Rua Visconde de Pirajá 351, Andar P
Ipanema, Rio de Janeiro/RJ

Telefone: +55 21 99506-0993

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar a navegar pelo site, você concorda com a utilização de cookies.