Notícias

  • Head Institucional da EqualWeb debate sobre importância da DEI nas empresas

    Compartilhe

    Mais do que nunca, pensar sobre Diversidade, Equidade e Inclusão (DEI) nas corporações tem se tornado um tema de extrema importância. Isso acontece porque, para deixar um legado na sociedade, as empresas precisam se ajustar para serem mais diversas e inclusivas. E claramente, as grandes empresas e marcas têm um enorme potencial de transformar o mundo em que vivemos. 

    Mas para que a DEI seja parte das organizações, é necessário que todas as ações transformacionais requeridas sejam muito bem planejadas O foco precisa estar em causar um impacto verdadeiro na vida das pessoas e não em ações vistas como maquiagem ou greenwashing. 

    Ciente desta importância, selecionamos os principais tópicos abordados pelo nosso Head Institucional, Edmundo Fornasari, em sua palestra “A importância da Diversidade, Equidade e Inclusão para as empresas”. Siga a leitura e fique por dentro do tema!

    O que significa DEI? 

    Se formos ao dicionário em busca do significado de Diversidade, Equidade e Inclusão, encontraremos respostas como:

    Diversidade

    qualidade daquilo que é diverso, diferente, variado; variedade;

    conjunto variado; multiplicidade.

    Equidade

    virtude de quem ou do que (atitude, comportamento, fato etc.) manifesta senso de justiça, imparcialidade, respeito à igualdade de direitos.

    “a e. de um juiz“

    Inclusão

    1. ato ou efeito de incluir(-se)

     

    Mas, a prática deve ser mais do que o simples significado das palavras. As empresas precisam buscar por Diversidade, Equidade e Inclusão nas suas ações diárias, indo além dos discursos de Missão, Visão e Valores. 

    Uma analogia possível é pensar a DEI como um caminho, onde o início do percurso é a diversidade e a chegada é a inclusão, passando pela equidade. Então, é necessário investimento em ações voltadas para isto, para que os membros da empresa não se sintam pressionados a se encaixar em um padrão e passem a ter espaço e condições de serem quem são. 

    Além de abrir as portas para que diferentes pessoas ingressem, é importante trabalhar para que haja espaço de crescimento para os mesmos, pois líderes diversos têm mais chances de criar um ambiente de trabalho mais acolhedor para todos, além de trazerem ideias que não foram pensadas antes, por conta das novas vivências que farão parte da instituição. 

    Os 5 principais grupos de diversidade nas empresas

     

     

    De quem tratamos quando falamos sobre incluir pessoas diversas nas corporações? Para sair das estruturas que vemos consolidadas há anos, é preciso pensar em algumas categorias da diversidade. São eles:

    1. Idade

    Também chamada de diversidade etária ou geracional, implica em construir times com representantes de diferentes gerações, aproveitando a visão de mundo e experiência profissional de cada pessoa. Dessa forma, agrega-se equilíbrio entre diferentes visões, formas de gestão de crises, interações com tecnologia, aprendizado e consumo de informações.

    1. Gênero

    Os times devem ser integrados por homens e mulheres que desfrutem dos mesmos direitos, deveres e oportunidades de crescimento. No Brasil, a disparidade de gênero ainda é alarmante: segundo o IBGE, mulheres ainda ganham 20,5% menos do que homens.

    1. Orientação sexual

    As oportunidades devem se estender a pessoas com diferentes orientações afetivo sexuais. O primeiro passo é promover a equidade, através do respeito dentro da organização, coibindo atitudes homofóbicas. Infelizmente, ainda hoje cerca de 40% dos profissionais LGBTI+ (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, intersexuais e outros) ainda não se sentem seguros para compartilharem suas orientações afetivas sexuais no ambiente de trabalho.

    1. Etnia

    A diversidade étnica é uma característica de países como o Brasil, que reúne pessoas de povos cujas identidades são as mais diversas.

    Cada povo tem sua cultura, costumes, origem, língua, história e semelhanças físicas, o que agrega conhecimentos diferenciados para a companhia.

    A diversidade étnico-racial engloba o combate ao racismo e a qualquer outra forma de discriminação devido às características de um povo. Em nosso país, acontecimentos recentes mostram que ainda há um longo caminho a ser percorrido. 

    Quando olhamos para o mundo do trabalho, a falta de representatividade de pessoas negras em funções de liderança é latente e urgente: apesar de aproximadamente 56% da nossa população ser composta por pessoas que se autodeclaram negras (IBGE), menos de 5% dos cargos gerenciais são ocupados por pessoas com essa caraterística (Instituto Ethos).

    1. PCD

    PCD é a sigla para pessoas com deficiência, seja ela visual, auditiva, mental, física ou múltipla (quando alguém possui duas ou mais deficiências associadas).

    No Brasil, o IBGE aponta que 24% da população se enquadra nas PCD, o que evidencia a importância de sua inclusão no mercado de trabalho. A Lei de Cotas é uma forma de garantir a representatividade dessas pessoas nas empresas, no entanto, é evidente que a maioria se concentra na base da hierarquia organizacional, mesmo quando possuem ótima bagagem acadêmica, mostrando que as empresas ainda têm muito a fazer na inclusão e no desenvolvimento dessas pessoas.

    Mais do que apenas atuar na eliminação de barreiras do ambiente (que impedem o acesso físico e a interação social), é preciso também oferecer ferramentas e condições de acessibilidade para a comunicação e para o desempenho do trabalho (softwares de leitura de tela para cegos, por exemplo), além de, principalmente, esclarecer e sensibilizar sobre os estereótipos que essa população enfrenta.

    Mas como aplicar a Diversidade, Equidade e Inclusão na prática?

    Não existe uma fórmula mágica que possa ser aplicada a todas as empresas, por isso, cada organização implementa ações com base em desejos, necessidades e expectativas particulares. Mas, apesar das diferenças, alguns pontos podem ser adaptados a empresas de diferentes portes. São eles:

    • promoção de palestras, comitês, grupos de discussão e treinamentos sobre o tema para a equipe interna;
    • treinamento para apoiar o desenvolvimento da carreira dos grupos sub-representados; 
    • seleção com base em currículos que ocultam informações que podem gerar discriminação;
    • investimento em tecnologias que evitam vieses discriminatórios na contratação;
    • adaptação dos anúncios de emprego para atrair talentos mais diversos;
    • apoio a programas e organizações que apoiam o tema DEI. 

     

    As principais barreiras para o crescimento da Diversidade, Equidade e Inclusão nas empresas brasileiras

    Você pode estar se questionando por que, até hoje, os conceitos de DEI ainda não estão aplicados à maioria das empresas brasileiras. Isso acontece, em maior parte, por falta de informação, necessitando assim uma conscientização a respeito dos benefícios de um ambiente de trabalho inclusivo para alterar este cenário. 

    Mas, além da falta de conhecimento sobre o tema, a não movimentação de gestores em relação à educação da liderança, e de colegas em relação à humanização nos locais de trabalho também são pontos importantes a serem observados. 

    Outros fatores que ainda influenciam o cenário atual são a falta de preparo da área de Recursos Humanos, que deixa ainda mais evidente a necessidade da realização de cursos e outros mecanismos para capacitar esses profissionais a apoiar e orientar os funcionários rumo à diversidade. Por último, mas não menos importante, temos também um ponto que não pode ser ignorado, que é a discriminação que ainda existe no meio corporativo.

     

    A importância da Diversidade, Equidade e Inclusão para as empresas

    Atentas ao recente holofote da sociedade sobre a justiça e igualdade racial, muitas empresas passaram a ter interesse pela diversidade, equidade e inclusão (DEI). Mas, para que esses esforços sejam realmente bem-sucedidos, é preciso contar com a adesão de toda a organização.

    Como ponto de partida, é importante que os funcionários compreendam os muitos benefícios potenciais, pois assim há uma maior chance de apoio em relação aos esforços relacionados à DEI. Mas, para que haja este entendimento, cabe aos líderes da empresa compartilhar esses insights com sua equipe. 

    Que tal conhecer 15 benefícios de diversidade, equidade e inclusão que são cruciais para qualquer negócio, de acordo com os membros do Conselho de Recursos Humanos da Forbes? Confira a lista abaixo:

     

    As empresas inclusivas têm mais probabilidade de atingir as metas financeiras

    “As empresas altamente inclusivas têm maior probabilidade de atingir suas metas financeiras em até 120%” –  Claire Schmidt , AllVoices

    Diversidade é igual a excelência

    É bom para o seu negócio. Diversidade de gênero, raça, nacionalidade, credo, sexualidade e qualquer outro aspecto significa que você representa melhor a aparência do mundo, sua base de clientes e quem quer que você atenda.
    “Todas sua base de clientes se eleva em todos os níveis”. – Darren Kimball , GetFive

     A DEI ajuda os funcionários a se sentirem seguros, respeitados e conectados

    Promover e destacar os esforços da DEI ajuda os funcionários a se sentirem seguros, respeitados e mais conectados, o que pode levar a um senso mais forte de comunidade e maior produtividade. 

    “Isso leva a humanos mais felizes e engajados, o que é fundamental no momento.” – Jennifer Reimert, Workhuman, Amazon

    Equipes diversas inovam mais rápido

    “Organizações com diversos líderes e funcionários inovam em um ritmo mais rápido, pois a diversidade de pensamentos alimenta o desenvolvimento de novos produtos e gera oportunidades para todos.” – Kristina Johnson , Okta

    De acordo com a McKinsey, as empresas mais diversas têm mais probabilidade do que nunca de desempenho financeiro superior.

    DEI impulsiona melhores resultados de negócios 

    A DEI gera criatividade, inovação, maior integração e envolvimento dos funcionários em geral. 

    “Em última análise, tudo isso leva a melhores resultados e sucesso de negócios, incluindo crescimento de receita e maior lucratividade – sem falar em colegas mais felizes!” – Victoria Pelletier, IBM

    Os funcionários terão uma sensação de pertencimento 

    Com esse sentimento de pertencimento, os funcionários parecem sentir a abertura e a segurança para contribuir com suas ideias.

    “Essas ideias trazidas à mesa a partir de mentalidades diversas tornam-se uma força motriz pela qual as organizações inovam, evoluem e prosperam.” – Jeffrey Pietrzak

    Todos os funcionários são bem-vindos e incentivados a prosperar 

    “Explicar onde a força de trabalho existente se encaixa nas iniciativas de DEI ajuda a iluminar os inúmeros benefícios para todos, incluindo a criação e o desenvolvimento de uma cultura onde todos os funcionários são bem-vindos e incentivados a prosperar.” – Charles Hipps , Oleeo

    A inovação que vem da diversidade é uma vantagem competitiva 

    A criação de um ambiente onde a diversidade pode florescer permite que as organizações da economia digital sejam mais inovadoras, o que é fundamental para sustentar uma vantagem competitiva.

    “A inovação é desencadeada quando os indivíduos transmitem respeito por diferentes perspectivas, ouvem com uma mente aberta e promovem a inclusão e o compartilhamento.” – Heide Abelli , Boston College

    DEI gera melhores resultados

    “Aqueles de nós em posições de liderança têm a responsabilidade de deixar claro que a diversidade não é mais um mandato de conformidade; construir ambientes inclusivos e experiências de funcionários que valorizem a diversidade tornou-se um imperativo empresarial.” – Sharon Doherty , Finastra

    A inclusão pode ajudar a combater o ‘esgotamento do trabalho em casa’ 

    Com equipes trabalhando remotamente, os funcionários sentem fortemente a falta de um senso de inclusão / pertencimento, o que é fundamental para o engajamento e eficácia dos funcionários

    “As equipes já são diversas, remotas ou até globais. Focar na inclusão irá ajudá-los a superar e combater o esgotamento WFH.” – Madhukar Govindaraju , Numly ™, Inc.

    Diversas culturas alcançam um público mais amplo

    Diversidade pode se referir a muitas categorias diferentes – raça, gênero, orientação sexual, histórico socioeconômico etc. – mas tudo isso se resume à diversidade de pensamento. 

    “Quando uma empresa tem uma cultura diversa, ela convida e aceita mais pontos de vista, permitindo atingir um público mais amplo e dando-lhe uma vantagem sobre concorrentes com cultura homogênea e menos perspectivas.” – John Feldmann , Insperity

    Os esforços da DEI são importantes para os valores de uma empresa 

    As iniciativas de DEI devem ser infundidas em todas as partes do negócio, e é responsabilidade dos executivos e líderes da empresa impulsionar a cultura.

    “A adesão às políticas e valores da empresa é uma exigência de todos os funcionários. Se houver pessoas que não apoiam e defendem os valores da empresa, seu emprego deve ser reavaliado.” – Jenna Hinrichsen , RPO avançada

    A inclusão cria um senso de segurança psicológica 

    O Google concluiu recentemente um estudo, o Projeto Aristóteles, que identificou a segurança psicológica como um dos fatores mais importantes de uma equipe de alto desempenho. 

    “Os funcionários que se sentem incluídos e capazes de serem autênticos no trabalho liberam sua mente e energia para se concentrar em seu desempenho, criando um ambiente de equipe mais favorável.” – Robin Kirby, Benefitfocus 

    Maior empatia se traduz em maior formação de equipes 

    Um dos principais benefícios observados com o apoio da DEI é um aumento na empatia e na consciência dos outros, em geral. Isso se traduz em maior formação de equipes e relacionamentos mais positivos com os colegas de trabalho.

    “Em vez de começar a partir de um ponto de apontar inadequações, construir sobre a ideia de um objetivo final de conexão e empatia pode criar um espaço de abertura e interesse entre os funcionários.” – Laura Spawn, Virtual Vocations, Inc.

    Um ambiente diversificado e inclusivo mantém os funcionários 

    Um ambiente diverso e inclusivo tende a trazer aos funcionários um sentimento de pertencimento e, de modo geral, ajuda na retenção. 

    “Se os funcionários se sentem mais conectados no trabalho, eles tendem a trabalhar mais arduamente e ficam mais comprometidos com a empresa e com a direção-geral da empresa. Os funcionários tendem a ter um moral mais alto e são mais propensos a permanecer mais tempo na empresa.” – Heather Smith, Flimp Communications

     

    Cases de sucesso de diversidade nas empresas

    Se mesmo com todos os pontos abordados você ainda tem dúvidas sobre as vantagens de aplicar DEI na sua empresa, confira como algumas importantes marcas se tornaram ainda mais relevantes no mercado aplicando estes conceitos em suas estruturas.

    Natura

    Desde 2016, a empresa brasileira focada em cosméticos implementou sua própria Política de Valorização da Diversidade e, apenas três anos depois, a empresa já ganhou reconhecimento do Guia Exame de Diversidade devido às boas práticas para incluir pessoas com deficiência.

    Na ocasião, a companhia contava com 6,16% de PCDs em seu quadro de funcionários, grande parte alocada em um espaço de separação de produtos. Já no local onde é usada a tecnologia que utiliza luzes para indicar tarefas (chamada picking by light), 16% dos trabalhadores têm algum tipo de deficiência, mostrando assim o quadro inclusivo adotado pela empresa.

    A gerente de perfumaria da empresa, Marianna Moraes, explicou que: “Quando a diversidade passa a fazer parte do cotidiano, elimina-se qualquer barreira entre as pessoas. Todos têm capacidade e são incentivados a produzir seu melhor.”

     

    IBM

    A IBM é referência quando o assunto é liderança feminina. Além de ser signatária dos Princípios para Empoderamento das Mulheres, na agenda liderada pela ONU Mulheres, a empresa de tecnologia também colhe os frutos do programa Be Equal, que usa mecanismos tecnológicos como inteligência artificial para impulsionar a igualdade de gêneros.

    O pioneirismo ao ter mulheres em cargos de liderança não é recente. Como exemplo disto, temos a CEO da IBM, a norte-americana Ginni Rometty, que assumiu a posição em 2012. Além de Ginni Rometty, recentemente, a posição mais alta na América Latina também foi assumida por uma mulher. 

    A brasileira Ana Paula Assis, que começou como estagiária em 1996 e foi subindo os degraus até o posto de liderança, se tornou mais um exemplo de como a IBM mostra ao mundo que a igualdade de gênero é um dos pilares da Instituição. Com essa medida, a empresa de tecnologia estadunidense contribui para a correção de distorções nas oportunidades de carreira para homens e mulheres. 

    Além da inclusão por gênero, a empresa também trabalhou na inclusão de PCDs e conquistou uma série de premiações por suas iniciativas de inclusão de pessoas com deficiência, realizadas desde a fundação da empresa, em 1911.

     

    Sodexo


    Sendo o espaço de aprendizado uma das formas mais latentes de transformação da mentalidade dentro de uma empresa, a multinacional montou um grupo para debater abertamente sobre a conscientização acerca da identidade de gênero, a fim de mudar a abordagem e facilitar a inclusão. Com isso, a Sodexo se tornou um dos grandes exemplos na luta pela causa da inclusão em grandes corporações. 

    Em 2017, o grupo contava com um total de 850 participantes, sendo 115 no Brasil, voltando a atenção à pauta LGBTI+, a fim de eliminar dinâmicas prejudiciais durante a rotina de trabalho.

    Segundo Aline Tieppo, gerente de comunicação interna e diversidade da empresa: “No Brasil, começamos com um trabalho muito forte de auto liderança. Trouxemos alguns números de como a Sodexo trabalhava no mundo todo já há 15 anos. A partir daí, passamos a cascatear para os demais níveis e aos poucos pequenas coisas como a ficha cadastral de um colaborador foram alteradas. Antes, ela tinha nome do colaborador, nome do pai e da mãe, agora, não perguntamos mais sexo, por exemplo”.

    Magazine Luiza

    Percebendo que seu quadro de funcionários era formado por 53% de pretos e pardos, mas apenas 16% desses em cargos de liderança, em setembro de 2020, a gigante do varejo abriu um programa de trainee para pessoas negras, tentando corrigir essa distorção.

    Na época, o processo seletivo foi denunciado por conta de uma suposta discriminação, mas dias depois, o Ministério Público de São Paulo indeferiu as denúncias, considerando a seleção uma ação afirmativa de reparação histórica. 

    Além de fortalecer o combate à desigualdade, o caso estimulou vários debates sobre o racismo estrutural e mobilizou outras empresas a abraçar a diversidade de étnico-racial.

    Como minha empresa pode começar a aplicar DEI?

    Diante da maior conscientização da sociedade em relação à pauta da Diversidade, Equidade e Inclusão, a tendência é que o tema ganhe ainda mais relevância nas próximas décadas. Com isso, a adoção de medidas para transformar a realidade atual em companhias de todos os portes e setores se torna uma pauta ainda mais urgente. 

    Além das questões humanas e sociais, que por si só já se mostram como necessidades indissociáveis às organizações, outro grande  motivador é a manutenção da competitividade no mercado, já que empresas que não se atentam a questões dessa esfera, além de perderem prestígio com seu público, também deixam de atrair mais de 45 milhões de brasileiros com deficiência. 

    Uma forma de caminhar rumo à inclusão é, por exemplo, investindo em tecnologias que garantam que todos tenham igualdade de acesso aos canais e conteúdos digitais oferecidos pela sua empresa. Há mais de 20 anos no mercado global, a EqualWeb é referência no quesito acessibilidade digital e tem 31 soluções disponíveis para ajudar sua empresa a se tornar digitalmente acessível. 

    Faça como Motorola, Coca-Cola, FGV, Roche, Carrefour, Suvinil, Rock In Rio e tantos outros, e transforme seu site em um ambiente acessível para todos! Converse com nossos especialistas e conheça mais sobre nossas soluções! 

     


A EqualWeb é uma das soluções líderes globais em acessibilidade digital. Há 6 anos, vem tornando sites e conteúdos digitais acessíveis para pessoas que possuem alguma necessidade especial.

Selo Empresa Promotora de Impacto Amiga da Inclusão DigitalSelo Certificado de Acessibilidade Digital LBI Compliant

São Paulo

Av. Marcos Penteado de Ulhôa Rodrigues 939, 8º andar - Torre I
Ed. Jacarandá
Tamboré, Barueri/SP

E-mail: [email protected]

Rio de Janeiro

Rua Visconde de Pirajá 351, Andar P
Ipanema, Rio de Janeiro/RJ

Telefone: +55 21 99216-5814

×